Cursos gratuitos da Escola do Trabalhador 4.0, parceria entre Ministério da Economia e Microsoft, inscreva-se aqui!

 


Foto: Reprodução
 O público-alvo são trabalhadores, maiores de 18 anos, de todo o Brasil, com foco naqueles cadastrados no Sine, - Foto: Banco de imagens

ASecretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), do Ministério da Economia, em parceria com a Microsoft, deu início nesta semana ao programa de capacitação profissional em habilidades digitais “Escola do Trabalhador 4.0”.

O projeto tem como objetivo capacitar jovens e adultos com foco no aumento da empregabilidade. O público-alvo são trabalhadores, maiores de 18 anos, em busca de emprego, que queiram se reinventar e se preparar para as novas demandas do mercado de trabalho, principalmente com foco no ambiente digital. A meta é alcançar 5,5 milhões de trabalhadores até fevereiro de 2023.

A plataforma, de ensino a distância, é aberta para todo o território nacional e conta com 58 instrutores cedidos pela Microsoft para oferecer orientação personalizada para até 315 mil pessoas. Visando a aumentar o número de instrutores, outras parcerias com o setor privado serão alavancadas.

Para o secretário especial de Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa, é muito importante a oferta de mecanismos que auxiliem os trabalhadores na recolocação no mercado de trabalho, por meio do acesso à plataforma tanto pelo computador quanto pelo celular, e com monitores disponíveis para tirar dúvidas. “Diante da atual situação, temos que ser ainda mais assertivos nas nossas ações. Estamos trabalhando para que o Brasil se torne cada vez mais digital e esteja preparado para as novas exigências do mercado de trabalho.”

Cursos
A plataforma de ensino remoto, implementada em parceria com a Softex, oferecerá diversos cursos modulares com o intuito de capacitar trabalhadores e estudantes, especialmente na área de Tecnologia da Informação. Os conteúdos serão oferecidos de forma on-line, gratuita e com certificado.

São 11 trilhas de aprendizagem que englobam mais de 45 cursos de Tecnologia em diferentes níveis, com base nas principais competências exigidas pelo mercado de trabalho – desde a alfabetização digital até módulos mais avançados de computação em nuvem, inteligência artificial e ciência de dados.

Entre os cursos disponíveis estão: Participe on-line com segurança e responsabilidade; Escrever seu primeiro código C#; Criar um site simples usando HTML, CSS e JavaScript; Word; Excel; Powerpoint; Outlook; Teams; OneNote; OneDrive e Sharepoint.

Teste de carreira
Para ajudar o trabalhador na escolha do curso mais adequado, a plataforma oferece ainda o Teste de Carreira. Respondendo algumas perguntas de múltipla escolha com “sim” e “não”, a plataforma será capaz de identificar quais habilidades digitais o trabalhador já possui e cruzar com os objetivos de carreira. Baseado nos conhecimentos atuais e nas aspirações profissionais, a ferramenta indicará qual o curso mais indicado para cada indivíduo.

Licenças Microsoft gratuitas para alunos
Com o objetivo de reforçar os mecanismos de inclusão digital e oferecer ferramentas para que os alunos possam exercitar o conteúdo aprendido, será colocada à disposição para todos os matriculados a licença A1 da Microsoft Office 365. A licença dá acesso a aplicativos como Word, Excel, Outlook, Teams, PowerPoint, Sway, Forms, Planner, PowerApps, Stream, entre outros, e ainda espaço de 10 GB no OneDrive.

Quem pode se inscrever
O público-alvo são trabalhadores, maiores de 18 anos, de todo o Brasil, com foco naqueles cadastrados na plataforma Sistema Nacional de Emprego (Sine), que estejam buscando qualificação com o intuito de melhorar as habilidades digitais e aumentar as chances de recolocação profissional.

Como participar
Para participar, basta acessar a página Escola do Trabalhador 4.0, clique aqui para acessar e se cadastrar. Na plataforma, o aluno terá mais informações sobre os cursos disponíveis.

Comentários